CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

"Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda". PAULO FREIRE

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

DESTAQUE DE AUTORIDADES NO FESTIVAL DE DANÇAS

A mestra de cerimônia Lisa fez o registro de autoridades no evento, das quais passamos a destacar: Seloir Padilha Alves, secretaria de Educação, Dirceu Gonçalves Selau ice Prefeito e Prefeito eleito; Maria Gorete Brocca – Secretaria da Assistência Social; - Rafael Cardoso Lopes – Secretario do turismo e Desporto; - Secretaria da Saude Marta Aguiar e Secretaria do Meio Ambiente Ana Borges Martins - Gilberto Lopes Roldão – Vereador e Vice Prefeito eleito; - Noerci Roldão da Silva, Cloreci Ramos Matos, Fabio Brocca e Ricardo Lumertz e Valmir Evaldt (Peto), Jailson dos santos (Jaia) vereadores presentes no evento.  Nosso agradecimento a todas as autoridades presentes, que são nossos representantes na política e na sociedade. 












VII FESTIVAL DE DANÇA DA ESCOLA AFONSO - 01/12/2016

Ocorreu no dia 01 de dezembro de 2016,  no primeiro momento a Diretora Luzia iniciou  os trabalhos agradecendo a participação de toda a comunidade escolar, destacando todas as colaboradoras da escola, chamando – as no palco para apresenta-las numa forma de reconhecimento pela contribuição nos trabalhos: confecções das roupas do festival, maquiagens entre outras. Foram muitas colaboradores e graças a este trabalho voluntario é que se dá o sucesso do evento. 
























sexta-feira, 25 de novembro de 2016

PROJETO CONSCIENCIA NEGRA

 Apresentado pelas Professoras Sandra e Marileia com contribuições de todos os professores e comunidade escolar.
        A origem do dia da consciência negra esta relacionada aos esforços dos movimentos sociais para evidenciar as desigualdades históricas que afligem as populações negra e parda no Brasil. A data é comemorada em 20 de novembro para coincidir com o aniversario da morte do zumbi de Palmares (1655-1695), líder do quilombo dos Palmares, no período colonial brasileiro.
Hoje os afros brasileiros representam quase metade da população e sua influencia está presente na musica, na dança, na língua, na culinária, no folclore... Com tantas contribuições para a cultura do país, os negros passaram a valorizar mais a sua identidade.

No decorrer da semana foram e serão realizadas as atividades: menina bonita do laço de fita; - vídeo – meninas negras; - acróstico usando palavras chaves sobre o tema; -  musicas; - apresentações de capoeira com o grande grupo; - desenhos de carrancas e exposição; - assistir vídeos: “diga não ao racismo”; - as sete personalidades afro que mudaram o mundo, entre outras apresentações. Nesta sexta feira, 25 de novembro os alunos de todas as turmas encerraram as apresentaram da semana do projeto consciência negra  











quinta-feira, 24 de novembro de 2016

20 DE NOVEMBRO – DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA


Os alunos do 7° Ano realizaram apresentações sobre o dia da consciência negra em nossa escola, orientados pela professora Marileia nas aulas de ARTES.  Este trabalhos foi feito por um grupo de alunos e apresentado através de imagens com musica e ilustrações.
O que é dia da consciência negra?
Este dia está incluído na semana da Consciência Negra e tem como objetivo um reflexão sobre a introdução dos negros na sociedade brasileira
dia 20 de Novembro foi escolhido como uma
homenagem a Zumbi dos Palmares.
Zumbi lutou muito pela liberdade dos negros escravos no Brasil. Por isso a data faz uma homenagem a este grande personagem da história brasileira.
O dia da Consciência Negra é um dia em que muitas pessoas param e começam a pensar um pouco mais sobre o racismo e a cultura negra brasileira
Os negros que vieram da África como escravos trouxeram muitas coisas que até hoje utilizamos. Isso se chama herança cultural
O SAMBA é o ritmo musical brasileiro mais conhecido no mundo e é uma criação dos negros que viviam na Bahia e foram para o Rio de Janeiro.
A FEIJOADA é um dos pratos típicos mais conhecidos e populares da culinária brasileira. Composta basicamente por feijão, diversas partes do porco, linguiça, farinha e o  acompanhamento de verduras e legumes, ela é uma invenção dos africanos escravizados que vieram para o Brasil.
E entre muitas outras heranças, A CAPOEIRA
As Máscaras Africanas
O que as mascaras simbolizam?
As máscaras africanas simbolizam a diversidade de manifestações culturais em muitos povos do continente. 
São usadas quando?
Em rituais de iniciação ou passagem, cerimônias religiosas, funerais, entre outros eventos de vital importância para essas sociedades.
E nos brasileiros, quando usamos máscaras ?

Em festa de Halloween.  Em festas a fantasia e outros lugares e ocasiões...



SEMINARIO DE CIENCIAS- 9° ANO PROFESSORA ELIZABETH ROQUE

Na sexta feira dia 18 de novembro de 2016, os alunos do 9° Ano com assessoramento da Professora Beth, apresentaram o 2° Seminário da Disciplina de Ciencias na escola Afonso Bedinot.
Os alunos:  Douglas, Ruan, Raissa, Erica, Samuel e Daniel abordaram assuntos: ENERGIA  e petróleo NUCLEAR:, carvão, hidroelétricas, heliotermica, eólica e petróleo: Características, extração, funcionamento e distribuição.    
Os alunos: Jaqueline, Caroline, Francieli, Talita, Vinicius, Natan e Eduarda apresentaram o tema: REPTEIS: reprodução, características, fecundação, período de surgimento.
Os alunos: Raquel, Amanda, Leanddr, Tailaine, Alisson e Eduardo apresentaram o tema: ALIMENTAÇÃO: proteínas, vitaminas, fontes e funções; água; classificação dos alimentos; Pirâmide; obesidade, entre outros.
Os alunos: Deivid, Adrieli, Ariel, Nícolas, Vitoria, Igor e Tatieli abordaram o tema: ASTRONOMIA: Constelações, surgimento, aglomerados; Planetqas do sistema solar, asteroides...






sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Visita do 9° Ano Museu da PUC e Feira Pedagógica

No dia 09 de novembro os alunos do 9° ano estiveram em visitações no Museu da PUC e feira do livro acompanhados com a professora Mariane Constannte de Jesus regente da turma e secretaria da escola edineia Ramos Schardosim. No passeio puderam conhecer um pouco mais de historia.
O Museu da Pessoa foi fundado em São Paulo, em 1991, com o objetivo de constituir uma Rede Internacional de Histórias de Vida. Desde o início, ainda antes da popularização da Internet, nos definíamos como um museu virtual. Naquele momento entendíamos que o Museu da Pessoa seria um espaço para registrar, preservar e disseminar histórias de vida de toda e qualquer pessoa da sociedade.
As narrativas, organizadas em uma base digital, serviriam para contribuir com a criação de diferentes perspectivas da nossa sociedade. Conhecer – por meio da escuta ou da leitura – um grupo de histórias de vida é uma maneira de expandir nossa visão do mundo, pois elas são uma peça de informação única, que nos mostra como as diferentes pessoas criam suas próprias realidades.
A crença no poder das histórias permeou toda a trajetória do Museu da Pessoa. Uma história que pode ser dividida em quatro grandes fases, que representam como essa ideia foi se transformando ao longo do tempo.
A tarde o passeio continua. Local simplesmente encantador. FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE


Passeio do 8° Ano Quinta da Estância

Os alunos do 8° Ano realizaram um passeio na quinta da Estância neste mês de novembro, acompanhados pelas Professoras Vanessa e Fernanda.  Um lugar belíssimo que vem a contribuir com as ações pedagógicas da escola.

 A Quinta da Estância está localizada no estado do Rio Grande do Sul, a 28 km da capital Porto Alegre, em uma área com mais de 100 hectares de natureza preservada e belíssimas paisagens.



07 DE NOVEMBRO ANIVERSARIO DA ESCOLA AFONSO - VISITA ILUSTRE DO PRIMEIRO DIRETOR

PROFESSOR E PRIMEIRO DIRETOR DA ESCOLA AFONSO IVO POSSAMAI VISITA EM NOSSA ESCOLA AFONSO BEDINOT
Nossa escola recebeu uma visita ilustre na semana passada. Professor Ivo Possamai Della – Primeiro diretor da Escola Estadual Afonso Bedinot. Não poderíamos deixar de fazer este agradecimento, pois foi um Diretor de grande valia para nossa escola e os ensinamentos de muitos que por aqui passaram como a Professora Dona Cila Pereira, entre outros. Estamos felizes porque a historia da nossa escola poderá ser enriquecida por depoimentos que professores e funcionários poderão estar contribuindo nos próximos dias para a historiadora e professora Cloreci, com a nova edição de um livro, que não perderá a essência da escola, mas vai enriquecer de conteúdos..
O inicio da Escola Municipal de Ensino Fundamental Afonso Bedinot se da em 1938, com as professoras:
sendo a realização de um sonho do Senhor Afonso Bedinot, cidadão preocupado com a educação das crianças, uma vez que não havia na época escola na comunidade, ele deu morada a professora e fez de sua casa a sede da escola inicialmente. Posteriormente a Escola recebeu seu nome em forma de homenagem.
Em 07 de novembro de 1960 criou-se através do Decreto nº 11767, a Escola Rural de Rua Nova, sendo esta transformada em Grupo Escolar de Rua Nova pelo Decreto nº 12734 de 24 de outubro de 1961.
No ano de 1969 esta escola é reclassificada novamente como Escola Rural de Rua Nova através do Decreto nº 19818 de 13 de agosto de 1969.
Aos dias do mês de setembro de 1970, em reunião do Círculo de Pais e Mestres (CPM), foi escolhido por unanimidade dos presentes para Patrono da escola o senhor Afonso Bedinot, a escolha se deve aos feitos e estima adquirida por ele dos moradores da comunidade.
Afonso Bedinot nasceu em 13 de dezembro de 1893 em Nova Veneza, município de Criciúma, estado de Santa Catarina. Seus pais eram de origem italiana, vieram para o Brasil em busca de melhores condições de vida.
Família radicalizada na agricultura da qual tirava sua subsistência e fornecia aos mercados vizinhos.
Com 29 anos casou-se com Judith Pina Bom e em 1924 mudou-se para o 3º distrito de Torres, hoje Município de Mampituba.
Entre as atividades desenvolvidas por Afonso Bedinot, a que mais o preocupava era o ensino, fazendo todo o esforço para que as crianças estudassem, oferecendo sala de aula e hospedagem para a professora gratuitamente.
Em 05 de novembro de 1978, através do Decreto nº 2.8017, a escola é reorganizada e denominada Escola estadual de 1º Grau Incompleto Afonso Bedinot com complementação de estudos de 1º grau na Escola Estadual Nossa Senhora da Glória.
No ano de 1981 a escola foi transferida de local, saindo da Rua do Campo, passando para RS 494, onde está localizada até hoje.
Em 1998 a escola é municipalizada através do Parecer nº 712/98 do Conselho Estadual de educação, sendo iniciado o processo de ampliação de séries (6ª 7ª e 8ª séries).
Em 1999 a escola passa a ser denominada Escola Municipal de Ensino Fundamental Afonso Bedinot, sendo implantado a 6ª série, conforme Parecer 288/99- CEE/RS
Em 2000 foi aprovada a ampliação da 7ª e 8ª séries, sendo implantado o Ensino Fundamental completo, atendendo uma demanda de 200 alunos.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Afonso Bedinot teve definida sua bandeira e símbolo da Escola no ano de 2007.  Através de concurso com alunos de 5ª a 8ª Série do Ensino Fundamental